humanidade
 Anuncie

Um olhar para o místico.

  Um olhar para o místico.

O mundo místico é algo fascinante, para quem de algum modo foi arrastado para esse universo inexplicável de muitos mistérios de procura de algo que esteve sempre em sua mente em sua subconsciência que aflora de modo ‘upgrade’. Enganasse quem pensa que aprendeu tudo. É uma busca constante, um grão de areia no seu deserto de ignorância.

Misticismo

Por muito tempo, desde que nos conhecemos por seres racionais, temos tido crenças por algo. Talvez seja o motivo do surgimento de religiões e conceitos de como viver algo extraordinário e místico que não se pode de modo algum ter evitado, totalmente incompreensível.

Em muitas crenças o místico é um iniciado no conceito do começo do aprender, como toda contemplação pode vir com práticas que levam a uma experiência mística. Misticismo veem de uma termo grego, iniciados no mistério, o começo de um conhecimento impar, entendimento e sabedoria, ou seja, sem igual.
Rei Salomão
É impossível começar a falar do lado místico, sem de algum modo não citar o Rei Salomão, um dos maiores místicos reconhecidos pela história do mundo e da bíblia, foi rei Salomão, nasceu em 990 a.c. e reinou por 40 anos entre 970 a.c. — a.c. 931.
É reconhecido como grande rei de sabedoria e fortuna pelas religiões cristã, judaica e islâmica (O rei Salomão aparece no Alcorão com o nome de Sulayman ou Suleiman. No Islão, é considerado como um profeta e um grande legislador da parte de Alá).
Rei Salomão e Rainha de Sabá.
Ele foi filho do Rei Davi, segundo rei de Israel. Salomão se dedicou com grande fé a servir Deus, mas praticou cultos religiosos, místicos e esotéricos bem diferentes daqueles da religião hebraica. Existe provas nas sagradas escrituras, onde podemos ler:
Salomão (...)seguia os preceitos de seu pai David.
Entretanto, oferecia sacrifícios e incensos nos lugares altos.
I Reis 3,3

Salomão seguiu Astarte, deusa dos Sidónios, e Melcom, ídolo dos amonitas (…) construiu um santuário a camos, ídolo dos moabitas (..)e um santuário a Melcom (…) Fez o mesmo para agradar ás suas mulheres estrangeiras, que queimavam incenso e ofereciam sacrifícios aos seus deuses.
I Reis 11,4-8
Salomão se relacionou com o Deus hebreu, mas também com outras divindades. Muitos acham que Salomão conseguiu dominar todas obras místicas com sucesso devido a uma passagem nos textos sagrados nos livro de reis.
 Diz que Deus apareceu em sonhos a Salomão, e perguntou-lhe: «O que queres que te dê?» Salomão fez uma sábia escolha: não escolheu riquezas, nem fama, nem ouro, mas antes… Sabedoria. E assim foi:
Deus concedeu a Salomão sabedoria
I Reis 5,9
Salomão recebeu não só a sabedoria de ser um político bem-sucedido, mas também a sabedoria que poucos conhecem: o conhecimento mística.
Ao ser dotado de grande sabedoria o seu conhecimento se expandiu de uma forma incomum, ele começou a usar certos símbolos e objetos, não se sabe se foi por inspiração divina ou algo novo em sua mente, bem místico.
Selo de Salomão.
Muitos outros selos e objetos foram utilizados por Salomão, para subjugar espíritos malignos e demônios de alta hierarquia do mal.
Muitos acreditam que sua riqueza e prosperidade tenha vindo deste domínio sobre estas forças sobrenaturais, até a famosa e mitológica minas do rei Salomão foi creditada ao seu vasto conhecimento místico, até hoje é um mistério de onde veio tal fortuna e abundância.
Símbolos e objetos usados por Salomão.
Continua...

Fonte: Banco criar e olhar tube.
Anterior


EmoticonEmoticon

Consulte estas ofertas só na página HOME.

  Amazon Prime Video
 Anuncie

Postagem em destaque

Um olhar para o místico.

    Um olhar para o místico. O mundo místico é algo fascinante, para quem de algum modo foi arrastado para esse universo inexplicável de mui...

CATEGORIAS

Consulte estas ofertas só na página HOME.

 Anuncie
 Anuncie  Anuncie
 Anuncie